Logo Studenta
Gratis
42 pág.
Primeira avaliação 8 abril 2018 - betim

Vista previa | Página 1 de 7

Puc Virtual http://pucvirtual.sgp.starlinetecnologia.com.br/pucvirtual/schedule/resultcandidatedetailprint/664798...
1 of 8 26/08/2018 16:57
Puc Virtual http://pucvirtual.sgp.starlinetecnologia.com.br/pucvirtual/schedule/resultcandidatedetailprint/664798...
2 of 8 26/08/2018 16:57
Puc Virtual http://pucvirtual.sgp.starlinetecnologia.com.br/pucvirtual/schedule/resultcandidatedetailprint/664798...
3 of 8 26/08/2018 16:57
Puc Virtual http://pucvirtual.sgp.starlinetecnologia.com.br/pucvirtual/schedule/resultcandidatedetailprint/664798...
4 of 8 26/08/2018 16:57
Puc Virtual http://pucvirtual.sgp.starlinetecnologia.com.br/pucvirtual/schedule/resultcandidatedetailprint/664798...
5 of 8 26/08/2018 16:57
Puc Virtual http://pucvirtual.sgp.starlinetecnologia.com.br/pucvirtual/schedule/resultcandidatedetailprint/664798...
6 of 8 26/08/2018 16:57
LOCAL: SALA 308 / ANDAR 03 / PRÉDIO 03 / PUC MINAS BARREIRO 
ACADÊMICO: ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA
ALUNO: YAGO GOBIRA DE SOUZA RICARDO 
AVALIAÇÃO: SEGUNDA AVALIAÇÃO
MATRÍCULA: 520345 
DATA: 15 DE MAIO DE 2016 - 08:00 FINALIZADO
Correto Incorreto Anulada  Discursiva  Objetiva Total: 26,00/35,00
1  Código: 13782 - Enunciado: O retorno esperado da ação da Empresa Alfa S.A. pode ser calculado utilizando-se a
equação do Modelo de formação de preços de ativos de capital (CAPM): K = R + [ß X (K -R )]. Sobre esse assunto, analise os
dados subsequentes:   I. O coeficiente beta da ação da Empresa Alfa S.A. é de 1,5. II. O rendimento esperado do Ibovespa
é de 12%. III. A taxa livre de risco é de 4,5%.   Com base nas informações acima, qual o retorno esperado para a ação da
Empresa Alfa S.A.? 
Alternativa marcada: b) 15,75%.
Comentarios:
2,00/ 2,00
a) 12,80%.
 b) 15,75%.
c) 17,25%.
d) 20,45%.
Justificativa: Resposta: K = 4,5 + [1,5 x ( 12– 4,5)] K = 4,5 + [1,5 x 7,5] K = 15,75%
2  Código: 13783 - Enunciado: O Custo Médio Ponderado de Capital – CMPC retrata o custo do capital financeiro que a
empresa está utilizando, levando em conta o custo do capital de terceiros e o custo do capital
próprio utilizados. No quadro a seguir existem quatro tipos de estruturas de utilização de capital, que podem apresentar
custos diferenciados nas operações financeiras:   ESTRUTURA E CUSTO DE CAPITAL   Estrutura Capital de Terceiros Capital
Próprio CMPC R$ Ke R$ Kan 1 60.000 10,0% 540.000 23,0%   2 180.000 10,0% 420.000 22,0%   3 240.000 11,0% 360.000
21,5%   4 420.000 15,0% 180.000 23,0%     Calcule os Custos Médios Ponderado de Capital e assinale, a seguir, qual das
quatro estruturas é a "estrutura ótima de capital": 
Alternativa marcada: d) Estrutura 4.
Comentarios:
0,00/ 3,00
a) Estrutura 1.
b) Estrutura 2.
 c) Estrutura 3.
d) Estrutura 4.
Justificativa: A estrutura ótima de capital é a estrutura número 3, pois apresenta o menor Custo Médio Ponderado de Capital (CMPC) =
17,30%   CMPC = (40%x 0,11) + (60% x 0,22) = 17,30%
1 0,10          0,10 0,90          0,23 21,70%
2 0,30          0,10 0,70          0,22 18,40%
3 0,40          0,11 0,60          0,22 17,30%
4 0,70          0,15 0,30          0,23 17,40%
3  Código: 13784 - Enunciado: Vários economistas preveem a continuidade da crise econômica no Brasil, em 2016, que já
vem sendo anunciada devido ao aumento da taxa base de juros – SELIC. Na empresa, o aumento da taxa de juros
impacta diretamente no custo do capital, principalmente quando ela necessita captar recursos de terceiros para manter
suas operações. Para conhecer o custo do capital de uma empresa que utiliza 65% dos recursos de capital de terceiro, a
uma taxa de 17% a.a., e o restante do capital próprio, com o custo de 12%, deve-se utilizar o método do Custo Médio
Ponderado de Capital (CMPC).   Com base no modelo de Custo Médio Ponderado de Capital (Megliorini), calcule o valor
do CMPC: 
Alternativa marcada: c) 15,30%.
Comentarios:
3,00/ 3,00
a) 29,0%.
b) 24,0%.
 c) 15,30%.
d) 14,5%.
Justificativa: Resposta: CMPC = (65% x 17%) + (35% x 12%) = 15,3% a.a  
4  Código: 13787 - Enunciado: A análise de investimento, tratada na Teoria Financeira, tem o objetivo de verificar se um
determinado projeto apresenta viabilidade econômica, ou seja, analisar o retorno do investimento a ser aplicado.   Com
base nessa teoria, o quadro abaixo apresenta o fluxo de caixa gerado por um projeto de investimento:     0 Ano 1 Ano 2
Ano 3 Ano 4 Ano 5 Investimento (300.000,00)           Valor Residual           42.000,00 Receitas   250.000 220.000 230.000
260.000 210.000 (-) CV   100.000 88.000 92.000 104.000 84.000 (-) CF   42.000 42.000 42.000 42.000 42.000 (=) FC   108.000
90.000 96.000 114.000 126.000   Diante dos dados do quadro exposto, e considerando uma Taxa Mínima de Atratividade
(TMA) de 18%, o valor Presente Líquido do investimento (VPL) é de 
Alternativa marcada: d) R$ 28.466,28.
Comentarios:
3,00/ 3,00
a) R$ 45.442,18.
b) R$ 29.805,28.
c) R$ 17.525,18.
 d) R$ 28.466,28.
Justificativa: Resposta:  R$ 28.466,28    VPL =        VF       (1 + K) HP 12C: 300.000,00  CHS g Cf 0 108.000,00 g CFj;   90.000,00 g CFj;   96.000,00 g
CFj; 114.000,00 g CFj; 126.000,00 g CFj; 18 i F  NPV = R$ 28.466,28
n
5  Código: 13786 - Enunciado: A impossibilidade de conseguir prever com exatidão o futuro é algo que intriga a
humanidade. Os riscos e as incertezas a que estamos inerentes, principalmente quando estamos tratando de unidades
monetárias, é o combustível de movimentação do planeta. Por isso, o cuidado natural que se tem ao analisar cada passo
a ser tomado ao longo de um investimento passou a ter a necessidade de um padrão, uma mensuração facilitadora para
as tomadas de decisões. Assim, matematicamente, o processo analítico-financeiro capaz de diferenciar a viabilização de
um investimento tem sua fundamentação em procedimentos estatísticos tais como: desvio-padrão, variância, coeficiente
de variação, covariância e coeficiente de correlação. A maior parte dos riscos que possam afetar o desenvolvimento das
finanças, tanto pessoais quanto empresariais, além da caracterização estatística, podem ainda estar suscetíveis a
princípios chamados fundamentais para formação de carteiras, nos quais relacionam a existência do risco com a
rentabilidade proposta pela carteira. Contudo, o principal objetivo da análise de correlação é identificar,
financeiramente, o comportamento do risco e suas relações em uma carteira de ativos, de modo a oferecer informações
para que o investidor possa tomar suas decisões. Assim, para minimizar o risco não sistemático de uma carteira, devem-
se combinar ou adicionar a ela ativos que tenham uma correlação negativa. Explique porque não se devem combinar ou
adicionar ativos que tenham uma correlação positiva perfeita. 
Resposta:
Comentarios:
5,00/ 5,00
Justificativa: Resposta:   O risco não-sistemático é a parcela do risco total que está associada ao risco de um ativo ou de um pequeno grupo
de ativos. Assim, riscos não-sistemáticos decorrem da particularidade de uma determinada empresa e podem, desse modo, ser minimizados
ou eliminados, por meio de processos  de diversificação.   Para constituir uma carteira eficiente, o investidor deve buscar ativos cujos
retornos tenham movimentação diferentes. Isso é possível por meio da avaliação da relação entre as taxas de retorno dos ativos, utilizando
uma medida estatística (correlação).   No caso, se a correlação for +1, significa uma correlação positiva perfeita indica que, enquanto o
retorno de um ativo aumenta ou diminui, o retorno de outro também aumenta ou diminui na mesma intensidade.   Assim, não se deve
combinar ativos que tenham correlação positiva perfeita por aumentar o risco do investimento. Ao construir uma carteira ou adicionar ativos
a ela, para diminuir o risco deve-se selecionar ativos que tenham correlação negativa entre eles.   (Megliorine – págs. 75-81)
6  Código: 13785 - Enunciado: O estudo de viabilidade econômica de um projeto deve ser calculado com base no método
de fluxo de caixa descontado. De acordo com esse método, o quadro, a seguir, apresenta os fluxos anuais
Página1234567

Materiales recomendados

6 TESTE DE CONHECIMENTO

ESTÁCIO

User badge image

Katyanne Ferreira