Logo Studenta

11.1.3 Modelo Cisco IOS O Cisco IOS está projetado como um sistema operacional modal. O termo modal descreve um sistema no qual existem diferentes ...

11.1.3 Modelo Cisco IOS O Cisco IOS está projetado como um sistema operacional modal. O termo modal descreve um sistema no qual existem diferentes modos de operação, cada um com seu próprio domínio de operação. A CLI utiliza uma estrutura hierárquica para os modos. Em ordem descendente, os principais modos são: Modo de execução de usuário Modo de execução privilegiado Modo de configuração global Outros modos de configuração específicos Cada modo é usado para realizar tarefas específicas e tem um conjunto específico de comandos disponíveis quando o modo está habilitado. Por exemplo, para configurar uma interface do roteador, o usuário deve entrar no modo de configuração de interface. Todas as configurações inseridas no modo de configuração de interface se aplicam apenas a essa interface. Alguns comandos estão disponíveis para todos os usuários; outros só podem ser executados após entrar no modo em que esse comando está disponível. Cada modo é distinguido por uma solicitação de entrada singular e apenas os comandos apropriados para esse modo são permitidos. Pode-se configurar a estrutura modal hierárquica para fornecer segurança. Pode ser necessária autenticação diferente para cada modo hierárquico. Isso controla o nível de acesso que pode ser concedido ao pessoal de rede. A figura mostra a estrutura modal do IOS com funções e solicitações de entrada típicas. Quando se usa a CLI, o modo é identificado pela solicitação de entrada exclusiva desse modo. A solicitação de entrada é composta pelas palavras e símbolos na linha à esquerda da área de entrada. A frase solicitação de entrada é usada porque o sistema solicita que você execute uma entrada. Por padrão, cada solicitação de entrada começa com o nome do dispositivo. Após o nome, o restante da solicitação de entrada indica o modo. Por exemplo: a solicitação de entrada padrão para o modo de configuração global em um roteador seria: Router(config)# Como comandos são usados e os modos mudam, a solicitação de entrada muda para refletir o contexto atual, como mostrado na figura. Os dois principais modos de operação são: EXEC de usuário EXEC privilegiado Como recurso de segurança, o software IOS da Cisco divide as sessões EXEC em dois modos de acesso. Esses dois principais modos de acesso são usados dentro da estrutura hierárquica da CLI da Cisco. Cada modo tem comandos semelhantes. No entanto, o modo EXEC privilegiado tem um nível de autoridade superior em termos do que permite ser executado. Modo de execução de usuário O modo de execução de usuário, ou, abreviadamente, EXEC de usuário, tem capacidades limitadas, mas é útil para algumas operações básicas. O modo EXEC de usuário está no topo da estrutura hierárquica modal. Este modo é a primeira entrada na CLI de um roteador IOS. O modo EXEC de usuário permite apenas um número limitado de comandos de monitoramento básicos. Frequentemente é descrito como um modo de visualização apenas. O nível EXEC de usuário não permite a execução de nenhum comando que possa alterar a configuração do dispositivo. Por padrão, nenhuma autenticação é necessária para acessar o modo EXEC de usuário a partir do console. Sempre é recomendável garantir que a autenticação seja configurada durante a configuração inicial. O modo EXEC de usuário pode ser reconhecido pela solicitação de entrada da CLI que termina com o símbolo >. Este é um exemplo que mostra o símbolo > na solicitação de entrada: Switch> Modo EXEC privilegiado A execução de comandos de configuração e administração requer que o administrador de rede use o modo EXEC privilegiado, ou um modo específico mais abaixo na hierarquia. O modo EXEC privilegiado pode ser reconhecido pela solicitação de entrada que termina com o símbolo #. Por padrão, o EXEC privilegiado não requer autenticação. Sempre é recomendável garantir que a autenticação seja configurada. Para entrar no modo de configuração global e em todos os outros modos de configuração mais específicos, é necessário entrar no modo EXEC privilegiado. Os comandos enable e disable são usados para alternar a CLI entre o modo EXEC de usuário e o modo EXEC privilegiado, respectivamente. Para acessar o modo EXEC privilegiado, use o comando enable. A sintaxe para entrar com o comando enable é: Router>enable Este comando é executado sem a necessidade de um argumento ou palavra-chave. Quando é pressionado, a solicitação de entrada do roteador muda para: Router# O símbolo # no final da solicitação indica que o roteador está agora no modo EXEC privilegiado. Se a autenticação da senha for configurada para o modo EXEC privilegiado, o IOS solicitará a senha. Por exemplo: Router>enable Password: Router# O comando disable é usado para retornar do modo EXEC privilegiado ao modo EXEC de usuário. Por exemplo: Router#disable Router>

Esta pregunta también está en el material:

CCNA-I-CAPITULO11
55 pag.

Fundamentos de Redes de Dados e Comunicação OutrosOutros

Todavía no tenemos respuestas

¿Sabes cómo responder a esa pregunta?

¡Crea una cuenta y ayuda a otros compartiendo tus conocimientos!


✏️ Responder

FlechasNegritoItálicoSubrayadaTachadoCitaCódigoLista numeradaLista con viñetasSuscritoSobreDisminuir la sangríaAumentar la sangríaColor de fuenteColor de fondoAlineaciónLimpiarInsertar el linkImagenFórmula

Para escribir su respuesta aquí, Ingresar o Crear una cuenta.

User badge image

Otros materiales